Forum Gospel Mania

Fórum Gospel Mania, o ponto de encontro dos evangélicos


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Lei seca: "...E não vos embriagueis com vinho onde há contenda..."

Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 3]

Mineirinho


Já sou frequente
Já sou frequente
Alguém pode perguntar assim, "o que é que esse assunto tem a ver com crentes?" Tá, tudo bem, alguns inocentemente acreditam que crente não beba bebida alcoólica (Então tá!), mas qualquer um, crente ou não, está vulnerável e pode tornar-se uma próxima vítima em potencial de um motorista embriagado, por isso resolvi trazer esse assunto para que o discutamos.

No dia 20 de junho, entraram em vigor regras mais rígidas no Código Brasileiro de Trânsito que determinam que o motorista que ingerir qualquer quantidade de álcool terá a carteira de habilitação suspensa, deverá pagar multa de R$ 955 e poderá ser preso. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, 38 pessoas foram pegas com o álcool acima do limite em nove estados brasileiros, só nos quatro primeiros dias de vigência da lei. Foi determinada também a proibição da venda de bebidas alcoólicas em rodovias federais. Os estabelecimentos flagrados vendendo essas bebidas serão multados em R$ 1,5 mil.

A nova Lei 11.705, que altera o Código de Trânsito Brasileiro, deve provocar uma mudança de hábitos da população brasileira. O consumo de qualquer quantidade de bebidas alcoólicas por condutores de veículos está proibido. Antes, era permitida a ingestão de até 6 decigramas de álcool por litro de sangue (o equivalente a dois copos de cerveja). Quem for pego dirigindo depois de beber, além da multa de R$ 955, vai perder a carteira de motorista por 12 meses.

Os motoristas, segundo a Constituição brasileira, que diz que ninguém é obrigado a produzir provas contra si próprio, não estão obrigados a se submeter aos testes de bafômetro e clínico. No entanto, aquele que se recusar a fazer exames de bafômetros e de coleta de sangue para verificar a quantidade de álcool consumido estará sujeito às penalidades do artigo 165, do CTB.

A Lei levantou foi polêmicas Brasil afora, pois alguns - principalmente os mais intere$$ado$, ou seja, os donos de boates, bares, botecos e afins e também os bebuns -, a consideram muito rígida; outros - principalmente os parentes de vítimas de motoristas irresponsáveis, que com os córneos cheios, provocam tragédias em todo o Brasil -, acham que a lei é ótima, está atrasada e não deve ser de forma alguma flexibilizada.

Entenda como funciona a polêmica lei seca:
1- Quanto de álcool é permitido beber antes de dirigir com a mudança?
Nada.

2- Quanto tempo o álcool permanece no sangue após o consumo e depois de quanto tempo o motorista poderá dirigir?
Um copo de cerveja demora cerca de seis horas para ser eliminado pelo organismo. Uma dose de uísque, que é bem mais forte do que a cerveja, demora mais tempo do que isso. O mais garantido é que o motorista possa dirigir depois de 24 horas. Se estiver de ressaca e com sintomas provocados pela grande quantidade de álcool consumida, o melhor é ficar em casa. Este é o momento em que o álcool começa a ser tóxico e permanece no corpo por mais tempo.

3- Como o índice de álcool no organismo do motorista vai ser verificado?
De três maneiras: O bafômetro e o exame de sangue são mais sensíveis para detectar dosagens alcoólicas. O exame clínico é menos sensível para a dosagem, mas serve para indicar sinais de embriaguez como olho vermelho, alegria excessiva e falta de coordenação motora, por exemplo.

4- Quando não há bafômetros disponíveis no local da fiscalização, o motorista é obrigado a fazer exame de sangue?
Se o policial tiver indícios fortes de embriaguez do motorista, com testemunhas, por exemplo, ele pode exigir, sim, uma amostra do sangue ou a chamada de um médico para diagnosticar a embriaguez. A ausência do bafômetro, no entanto, pode permitir o questionamento da identificação da embriaguez. O policial precisa ter evidências de que o motorista está embriagado para requerer o exame de sangue ou o exame clínico no motorista.
A pessoa pode se recusar, mas o policial também pode exigir que o motorista seja examinado por um médico-perito.

5- O uso de medicamentos pode alterar o resultado do exame do bafômetro?
Só se o medicamento tiver álcool em sua composição. Depende também da quantidade ingerida e da dosagem do medicamento.

6- A bebida alcoólica usada no preparo de uma sobremesa pode ser detectada no exame de sangue ou no bafômetro? A quantidade é menor, mas também será detectada pelo exame de bafômetro e de sangue.

7- A lei vale para todos os motoristas e em qualquer lugar?A lei vale para qualquer condutor e em qualquer lugar onde puder circular um veículo. A fiscalização será feita tanto por policiais rodoviários federais como por policiais militares. Quando existir convênios na área da segurança, guardas municipais e policiais civis também poderão fazer a fiscalização.

8- A "lei seca" pretende reduzir acidentes no trânsito?
A lei dá uma segurança maior sobre a questão do trânsito, mas é falha quando se fala sobre o bafômetro. Antes de entrar em vigor, todos os pontos de fiscalização e os policiais responsáveis por este trabalho deveriam ser melhor equipados. A fiscalização tem de ser permanente. A grande questão é saber se a polícia vai ter condições de fiscalizar um número maior de pessoas. Acho que a própria polícia vai modular essa fiscalização, usando o bom senso. Se fizer uma blitz em uma grande avenida de São Paulo, por exemplo, em dias de fim de semana, vai pegar muita gente embriagada.

A despeito das polêmicas que a cercam a lei tá aí e, pelo menos por enquanto - pasme! -, funcionando (em se tratando de Brasil...). Qual sua opinião sobre essa lei? Ela é mesmo exagerada?

Ver perfil do usuário

Aroldo Chuasneguer


Isso aqui está viciando!
Isso aqui está viciando!
Acho que a lei tá na medida certa. Mas as coisas que giram em volta não.

Aqui pode-se encher a cara lá no Porto (~350km) e conseguir chegar na porta da minha casa em pouco tempo só com transportes públicos, e no Brasil?

Ver perfil do usuário

Valfrid


Admin
Admin
Esse ponto que você levantou é bem importante por aqui Vini!!

Casas noturnas de sampa já fizeram acordos com companhias de taxi para fazer bandeira 1 a noite, e outras, dão até 50% de desconto para o cliente que for de taxi, tudo para não perder a clientela!!

Agora, Mineirinho, quando você coloca no início de que "crente não bebe" (eu sei, vi as ressalvas) isso é balela... EU não bebo, mas é por opção... a bíblia não me proíbe beber, proíbe a embriaguez, o que é diferente, senão, a Santa Ceia com vinho seria uma aberração!!


_________________
Vídeos da Banda Pinprick: http://br.youtube.com/user/pinprickband

Ver perfil do usuário http://newfgm.forumeiros.com

Leo


Chegando agora
Chegando agora
Excelente ponto Vinicius, é isso que eu acho muito errado aqui.
E fora o transporte público tem o fator segurança...

Eu inicialmente achei a lei exagerada, fico agora no aguardo para ver se vai ser algo que vai deixar de ser observado daqui a alguns meses, ou se a marcação vai ser pesada sempre... =P

Ver perfil do usuário

MM


Isso aqui está viciando!
Isso aqui está viciando!
um pouco exagerada, e entra esse ponto que o vina colocou que é vital, tanto aqui como no japão, os transportes públicos estão em outro nível, vamos pra qualquer lugar de trem, e tal....
Já ai no Brasil, mesmo em São paulo capital, dependendo de onde vc mora é impossível chegar em certos lugares, ou seja, o negócio é sair e voltar no outro dia sempre....

Ver perfil do usuário

Valfrid


Admin
Admin
É assim, eu acho que, se a lei antiga, fosse aplicada com o rigor da atual, e, se fosse o caso, mudassem o enquadramento (como fizeram para a nova lei) do crime que é dirigir embriagado, e, no caso de atropelamento seguido de morte, torná-lo como homicídio doloso, já estava de bom tamanho!

Aqui não temos transportes decentes... nas cidades pequenas, blz... a galera ainda vai a pé mesmo, mas imagina em Sampa!! E tem horários em que metrô não funciona e nem o ônibus...

O negócio, para quem bebe, é fazer como o povo faz nos EUA, tendo sempre o DD (Designated Driver) ou MD em português, sendo este o responsável por "entregar" a galera no final, não podendo beber...

Comentário besta e totalmente desnecessário do post: Não sei porque agora meus amigos me chamam ainda mais para sair com eles?! Será que é porque eu não bebo e posso dirigir para voltar? (dããããããããããã)


_________________
Vídeos da Banda Pinprick: http://br.youtube.com/user/pinprickband

Ver perfil do usuário http://newfgm.forumeiros.com

Mineirinho


Já sou frequente
Já sou frequente
Valfrid escreveu:Esse ponto que você levantou é bem importante por aqui Vini!!

Casas noturnas de sampa já fizeram acordos com companhias de taxi para fazer bandeira 1 a noite, e outras, dão até 50% de desconto para o cliente que for de taxi, tudo para não perder a clientela!!

Agora, Mineirinho, quando você coloca no início de que "crente não bebe" (eu sei, vi as ressalvas) isso é balela... EU não bebo, mas é por opção... a bíblia não me proíbe beber, proíbe a embriaguez, o que é diferente, senão, a Santa Ceia com vinho seria uma aberração!!

Olha, Val, quanto ao trecho que eu destaquei, não vou entrar no mérito da questão, mas já estudei no seminário e o vinho que era servido na época de JESUS, não era destilado, portanto equivalia ao que chamamos hoje de suco de uva. O vinho não era uma bebida etílica. Como esse assunto dá pano pra mangas, eu não irei estender-me nele (se alguém quiser, que fique a vontade). Eu, em nenhuma circunstância, concordo com crente que beba ainda que seja um cálice de vinho. Pode ser que alguém aí levante questões culturais e tal, já disse, não irei entrar na polêmica. Só estou externando meu ponto de vista.

Quanto à lei em debate, eu não vejo nada de exagero nela, pois, quem não tem o costume de beber antes de dirigir, poderá continuar bebendo numa boa. Agora, quer com lei ou sem lei, já foi compravado que bebida e volante é uma mistura trágica. Os irresponsáveis que sem lixem, que se "adequem (esse verbo não existe)", que se virem... que se danem. Eu, que não bebo, não sou obrigado a ficar vulnerável à irresponsabilidade de outrém. Cana em todos eles. Que percam para sempre o direito de dirigir. Aqui no Brasil, se não radicalizar, "alguém vem e arruma um jeitinho" e a balbúrdia continua.

Ver perfil do usuário

MM


Isso aqui está viciando!
Isso aqui está viciando!
Mineirinho escreveu:
Valfrid escreveu:Esse ponto que você levantou é bem importante por aqui Vini!!

Casas noturnas de sampa já fizeram acordos com companhias de taxi para fazer bandeira 1 a noite, e outras, dão até 50% de desconto para o cliente que for de taxi, tudo para não perder a clientela!!

Agora, Mineirinho, quando você coloca no início de que "crente não bebe" (eu sei, vi as ressalvas) isso é balela... EU não bebo, mas é por opção... a bíblia não me proíbe beber, proíbe a embriaguez, o que é diferente, senão, a Santa Ceia com vinho seria uma aberração!!

Olha, Val, quanto ao trecho que eu destaquei, não vou entrar no mérito da questão, mas já estudei no seminário e o vinho que era servido na época de JESUS, não era destilado, portanto equivalia ao que chamamos hoje de suco de uva. O vinho não era uma bebida etílica. Como esse assunto dá pano pra mangas, eu não irei estender-me nele (se alguém quiser, que fique a vontade). Eu, em nenhuma circunstância, concordo com crente que beba ainda que seja um cálice de vinho. Pode ser que alguém aí levante questões culturais e tal, já disse, não irei entrar na polêmica. Só estou externando meu ponto de vista.

Quanto à lei em debate, eu não vejo nada de exagero nela, pois, quem não tem o costume de beber antes de dirigir, poderá continuar bebendo numa boa. Agora, quer com lei ou sem lei, já foi compravado que bebida e volante é uma mistura trágica. Os irresponsáveis que sem lixem, que se "adequem (esse verbo não existe)", que se virem... que se danem. Eu, que não bebo, não sou obrigado a ficar vulnerável à irresponsabilidade de outrém. Cana em todos eles. Que percam para sempre o direito de dirigir. Aqui no Brasil, se não radicalizar, "alguém vem e arruma um jeitinho" e a balbúrdia continua.

quem fica bebado com um copo de cerveja?

Ver perfil do usuário

Mineirinho


Já sou frequente
Já sou frequente
MM escreveu:
Mineirinho escreveu:
Valfrid escreveu:Esse ponto que você levantou é bem importante por aqui Vini!!

Casas noturnas de sampa já fizeram acordos com companhias de taxi para fazer bandeira 1 a noite, e outras, dão até 50% de desconto para o cliente que for de taxi, tudo para não perder a clientela!!

Agora, Mineirinho, quando você coloca no início de que "crente não bebe" (eu sei, vi as ressalvas) isso é balela... EU não bebo, mas é por opção... a bíblia não me proíbe beber, proíbe a embriaguez, o que é diferente, senão, a Santa Ceia com vinho seria uma aberração!!

Olha, Val, quanto ao trecho que eu destaquei, não vou entrar no mérito da questão, mas já estudei no seminário e o vinho que era servido na época de JESUS, não era destilado, portanto equivalia ao que chamamos hoje de suco de uva. O vinho não era uma bebida etílica. Como esse assunto dá pano pra mangas, eu não irei estender-me nele (se alguém quiser, que fique a vontade). Eu, em nenhuma circunstância, concordo com crente que beba ainda que seja um cálice de vinho. Pode ser que alguém aí levante questões culturais e tal, já disse, não irei entrar na polêmica. Só estou externando meu ponto de vista.

Quanto à lei em debate, eu não vejo nada de exagero nela, pois, quem não tem o costume de beber antes de dirigir, poderá continuar bebendo numa boa. Agora, quer com lei ou sem lei, já foi compravado que bebida e volante é uma mistura trágica. Os irresponsáveis que sem lixem, que se "adequem (esse verbo não existe)", que se virem... que se danem. Eu, que não bebo, não sou obrigado a ficar vulnerável à irresponsabilidade de outrém. Cana em todos eles. Que percam para sempre o direito de dirigir. Aqui no Brasil, se não radicalizar, "alguém vem e arruma um jeitinho" e a balbúrdia continua.

quem fica bebado com um copo de cerveja?

E quem será que bebe apenas um copo de cerveja tendo vários outros copos, garrafas, latas... a sua disposição?

Ver perfil do usuário

MM


Isso aqui está viciando!
Isso aqui está viciando!
Mineirinho escreveu:
MM escreveu:
Mineirinho escreveu:
Valfrid escreveu:Esse ponto que você levantou é bem importante por aqui Vini!!

Casas noturnas de sampa já fizeram acordos com companhias de taxi para fazer bandeira 1 a noite, e outras, dão até 50% de desconto para o cliente que for de taxi, tudo para não perder a clientela!!

Agora, Mineirinho, quando você coloca no início de que "crente não bebe" (eu sei, vi as ressalvas) isso é balela... EU não bebo, mas é por opção... a bíblia não me proíbe beber, proíbe a embriaguez, o que é diferente, senão, a Santa Ceia com vinho seria uma aberração!!

Olha, Val, quanto ao trecho que eu destaquei, não vou entrar no mérito da questão, mas já estudei no seminário e o vinho que era servido na época de JESUS, não era destilado, portanto equivalia ao que chamamos hoje de suco de uva. O vinho não era uma bebida etílica. Como esse assunto dá pano pra mangas, eu não irei estender-me nele (se alguém quiser, que fique a vontade). Eu, em nenhuma circunstância, concordo com crente que beba ainda que seja um cálice de vinho. Pode ser que alguém aí levante questões culturais e tal, já disse, não irei entrar na polêmica. Só estou externando meu ponto de vista.

Quanto à lei em debate, eu não vejo nada de exagero nela, pois, quem não tem o costume de beber antes de dirigir, poderá continuar bebendo numa boa. Agora, quer com lei ou sem lei, já foi compravado que bebida e volante é uma mistura trágica. Os irresponsáveis que sem lixem, que se "adequem (esse verbo não existe)", que se virem... que se danem. Eu, que não bebo, não sou obrigado a ficar vulnerável à irresponsabilidade de outrém. Cana em todos eles. Que percam para sempre o direito de dirigir. Aqui no Brasil, se não radicalizar, "alguém vem e arruma um jeitinho" e a balbúrdia continua.

quem fica bebado com um copo de cerveja?

E quem será que bebe apenas um copo de cerveja tendo vários outros copos, garrafas, latas... a sua disposição?

muita gente e eu conheço algumas dessas pessoas.....

Ver perfil do usuário

Valfrid


Admin
Admin
Mineirinho escreveu:
Valfrid escreveu:Esse ponto que você levantou é bem importante por aqui Vini!!

Casas noturnas de sampa já fizeram acordos com companhias de taxi para fazer bandeira 1 a noite, e outras, dão até 50% de desconto para o cliente que for de taxi, tudo para não perder a clientela!!

Agora, Mineirinho, quando você coloca no início de que "crente não bebe" (eu sei, vi as ressalvas) isso é balela... EU não bebo, mas é por opção... a bíblia não me proíbe beber, proíbe a embriaguez, o que é diferente, senão, a Santa Ceia com vinho seria uma aberração!!

Olha, Val, quanto ao trecho que eu destaquei, não vou entrar no mérito da questão, mas já estudei no seminário e o vinho que era servido na época de JESUS, não era destilado, portanto equivalia ao que chamamos hoje de suco de uva. O vinho não era uma bebida etílica. Como esse assunto dá pano pra mangas, eu não irei estender-me nele (se alguém quiser, que fique a vontade). Eu, em nenhuma circunstância, concordo com crente que beba ainda que seja um cálice de vinho. Pode ser que alguém aí levante questões culturais e tal, já disse, não irei entrar na polêmica. Só estou externando meu ponto de vista.

Quanto à lei em debate, eu não vejo nada de exagero nela, pois, quem não tem o costume de beber antes de dirigir, poderá continuar bebendo numa boa. Agora, quer com lei ou sem lei, já foi compravado que bebida e volante é uma mistura trágica. Os irresponsáveis que sem lixem, que se "adequem (esse verbo não existe)", que se virem... que se danem. Eu, que não bebo, não sou obrigado a ficar vulnerável à irresponsabilidade de outrém. Cana em todos eles. Que percam para sempre o direito de dirigir. Aqui no Brasil, se não radicalizar, "alguém vem e arruma um jeitinho" e a balbúrdia continua.

Eu ainda fico com o que eu falei antes, acho que, aplicar a lei JÁ EXISTENTE com o RIGOR dessa, já daria excelentes resultados, se não, os mesmos resultados!!

Quanto ao vinho, desculpe, mas não há base para dizer que o vinho não era destilado e tal, caso contrário, não haveria motivos para esse versículo sobre os presbíteros/bispos (depende da tradução): "Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar; Não dado ao vinho, não espancador, não cobiçoso de torpe ganância, mas moderado, não contencioso, não avarento; Que governe bem a sua própria casa, tendo seus filhos em sujeição, com toda a modéstia" 1 Tm 3:2-4

Se o vinho não fosse alcoólico, qual seria o problema?! Se fosse "suco de uva", então seria bom englobar ali também outras frutas... que tal "não dado ao suco de laranja" ou talvez, maracujá, para não causar sonolência... talvez ao café, que possui cafeína e, ingerido em demasia pode provocar efeitos colaterais como qualquer droga?!


_________________
Vídeos da Banda Pinprick: http://br.youtube.com/user/pinprickband

Ver perfil do usuário http://newfgm.forumeiros.com

Leo


Chegando agora
Chegando agora
Porque então as traduções não colocam suco de uva, ao invés de vinho?
A destilação veio a aumentar o nível de álcool...
Mas álcool já havia, senão como é que Noé ficou bêbado tomando suco de uva, apenas?

Ver perfil do usuário

Mineirinho


Já sou frequente
Já sou frequente
Valfrid escreveu:
Mineirinho escreveu:
Valfrid escreveu:Esse ponto que você levantou é bem importante por aqui Vini!!

Casas noturnas de sampa já fizeram acordos com companhias de taxi para fazer bandeira 1 a noite, e outras, dão até 50% de desconto para o cliente que for de taxi, tudo para não perder a clientela!!

Agora, Mineirinho, quando você coloca no início de que "crente não bebe" (eu sei, vi as ressalvas) isso é balela... EU não bebo, mas é por opção... a bíblia não me proíbe beber, proíbe a embriaguez, o que é diferente, senão, a Santa Ceia com vinho seria uma aberração!!

Olha, Val, quanto ao trecho que eu destaquei, não vou entrar no mérito da questão, mas já estudei no seminário e o vinho que era servido na época de JESUS, não era destilado, portanto equivalia ao que chamamos hoje de suco de uva. O vinho não era uma bebida etílica. Como esse assunto dá pano pra mangas, eu não irei estender-me nele (se alguém quiser, que fique a vontade). Eu, em nenhuma circunstância, concordo com crente que beba ainda que seja um cálice de vinho. Pode ser que alguém aí levante questões culturais e tal, já disse, não irei entrar na polêmica. Só estou externando meu ponto de vista.

Quanto à lei em debate, eu não vejo nada de exagero nela, pois, quem não tem o costume de beber antes de dirigir, poderá continuar bebendo numa boa. Agora, quer com lei ou sem lei, já foi compravado que bebida e volante é uma mistura trágica. Os irresponsáveis que sem lixem, que se "adequem (esse verbo não existe)", que se virem... que se danem. Eu, que não bebo, não sou obrigado a ficar vulnerável à irresponsabilidade de outrém. Cana em todos eles. Que percam para sempre o direito de dirigir. Aqui no Brasil, se não radicalizar, "alguém vem e arruma um jeitinho" e a balbúrdia continua.

Eu ainda fico com o que eu falei antes, acho que, aplicar a lei JÁ EXISTENTE com o RIGOR dessa, já daria excelentes resultados, se não, os mesmos resultados!!

Quanto ao vinho, desculpe, mas não há base para dizer que o vinho não era destilado e tal, caso contrário, não haveria motivos para esse versículo sobre os presbíteros/bispos (depende da tradução): "Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar; Não dado ao vinho, não espancador, não cobiçoso de torpe ganância, mas moderado, não contencioso, não avarento; Que governe bem a sua própria casa, tendo seus filhos em sujeição, com toda a modéstia" 1 Tm 3:2-4

Se o vinho não fosse alcoólico, qual seria o problema?! Se fosse "suco de uva", então seria bom englobar ali também outras frutas... que tal "não dado ao suco de laranja" ou talvez, maracujá, para não causar sonolência... talvez ao café, que possui cafeína e, ingerido em demasia pode provocar efeitos colaterais como qualquer droga?!

Val, esse assunto gera polêmica até em sala de aula de seminário. Eu sou contra crente beber. Independente dos detalhes etílicos do vinho que se bebia na época de JESUS.

Ver perfil do usuário

Valfrid


Admin
Admin
Blz.. isso é uma posição SUA e MINHA também, que não bebo, mas não é uma imposição BÍBLICA, como muitos querem fazer valer.

Como falei antes, a bíblia trata claramente sobre a EMBRIAGUES mas não proíbe o chamado "beber socialmente"


_________________
Vídeos da Banda Pinprick: http://br.youtube.com/user/pinprickband

Ver perfil do usuário http://newfgm.forumeiros.com

Leo


Chegando agora
Chegando agora
Fora Paulo recomendando um cálice de vinho por dia, para manter a saúde em forma... =P

Ver perfil do usuário

Valfrid


Admin
Admin
É... tem mais essa também Leo!!

Bem lembrado!


_________________
Vídeos da Banda Pinprick: http://br.youtube.com/user/pinprickband

Ver perfil do usuário http://newfgm.forumeiros.com

MM


Isso aqui está viciando!
Isso aqui está viciando!
Mineirinho escreveu:
Valfrid escreveu:
Mineirinho escreveu:
Valfrid escreveu:Esse ponto que você levantou é bem importante por aqui Vini!!

Casas noturnas de sampa já fizeram acordos com companhias de taxi para fazer bandeira 1 a noite, e outras, dão até 50% de desconto para o cliente que for de taxi, tudo para não perder a clientela!!

Agora, Mineirinho, quando você coloca no início de que "crente não bebe" (eu sei, vi as ressalvas) isso é balela... EU não bebo, mas é por opção... a bíblia não me proíbe beber, proíbe a embriaguez, o que é diferente, senão, a Santa Ceia com vinho seria uma aberração!!

Olha, Val, quanto ao trecho que eu destaquei, não vou entrar no mérito da questão, mas já estudei no seminário e o vinho que era servido na época de JESUS, não era destilado, portanto equivalia ao que chamamos hoje de suco de uva. O vinho não era uma bebida etílica. Como esse assunto dá pano pra mangas, eu não irei estender-me nele (se alguém quiser, que fique a vontade). Eu, em nenhuma circunstância, concordo com crente que beba ainda que seja um cálice de vinho. Pode ser que alguém aí levante questões culturais e tal, já disse, não irei entrar na polêmica. Só estou externando meu ponto de vista.

Quanto à lei em debate, eu não vejo nada de exagero nela, pois, quem não tem o costume de beber antes de dirigir, poderá continuar bebendo numa boa. Agora, quer com lei ou sem lei, já foi compravado que bebida e volante é uma mistura trágica. Os irresponsáveis que sem lixem, que se "adequem (esse verbo não existe)", que se virem... que se danem. Eu, que não bebo, não sou obrigado a ficar vulnerável à irresponsabilidade de outrém. Cana em todos eles. Que percam para sempre o direito de dirigir. Aqui no Brasil, se não radicalizar, "alguém vem e arruma um jeitinho" e a balbúrdia continua.

Eu ainda fico com o que eu falei antes, acho que, aplicar a lei JÁ EXISTENTE com o RIGOR dessa, já daria excelentes resultados, se não, os mesmos resultados!!

Quanto ao vinho, desculpe, mas não há base para dizer que o vinho não era destilado e tal, caso contrário, não haveria motivos para esse versículo sobre os presbíteros/bispos (depende da tradução): "Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar; Não dado ao vinho, não espancador, não cobiçoso de torpe ganância, mas moderado, não contencioso, não avarento; Que governe bem a sua própria casa, tendo seus filhos em sujeição, com toda a modéstia" 1 Tm 3:2-4

Se o vinho não fosse alcoólico, qual seria o problema?! Se fosse "suco de uva", então seria bom englobar ali também outras frutas... que tal "não dado ao suco de laranja" ou talvez, maracujá, para não causar sonolência... talvez ao café, que possui cafeína e, ingerido em demasia pode provocar efeitos colaterais como qualquer droga?!

Val, esse assunto gera polêmica até em sala de aula de seminário. Eu sou contra crente beber. Independente dos detalhes etílicos do vinho que se bebia na época de JESUS.

Jesus até "criava" vinho pro povão encher a cara, se tu é contra beber é uma posição tua, mas biblicamente falando e, É ISSO QUE INTERESSA, beber nunca é caracterizado como pecado, logo, tu pode argumentar o que quiser que eu biblicamente tenho fatos e argumentos a meu favor, e, como todos sabem, É ISSO QUE INTERESSA.....rs

Ver perfil do usuário
Confesso que ja cometi pecado em relação a bebiba que contém álcool... mais o lado bom é que eu ainda nao dirigia nessa época, hj penso diferente, assim como o Val, nao vejo nada em beber socialmente, mais nem socialmente costumo beber...

Então eu nao to nem aí pra issu... eu nunca serei multado mesmo, rs


_________________
Tudo posso com o meu Deus!
Ver perfil do usuário

Aroldo Chuasneguer


Isso aqui está viciando!
Isso aqui está viciando!
Pronto, ficar bêbado já é unanimidade que é pecado.
Eu só não concordo com esse beber "socialmente". Pelo que eu entendo da palavra "socialmente" seria algo em grupo, ali no fim de semana ou uma vez por semana, com os amigos.

Mas não é aí que entra a parte do testemunho?

Eu não bebo nada, pois tenho ressaca instantânea... É pá-pum, bebeu caiu.
Mas pra alguns tugas, se eles oferecem bebida e tu não bebe, é falta de educação. Então já tive que beber muita Vodka, Vinho do Porto e essas coisas todas. Mas nada que mude meu jeito de acreditar em Deus :S

Ver perfil do usuário

MM


Isso aqui está viciando!
Isso aqui está viciando!
Aroldo Chuasneguer escreveu:Pronto, ficar bêbado já é unanimidade que é pecado.
Eu só não concordo com esse beber "socialmente". Pelo que eu entendo da palavra "socialmente" seria algo em grupo, ali no fim de semana ou uma vez por semana, com os amigos.

Mas não é aí que entra a parte do testemunho?

Eu não bebo nada, pois tenho ressaca instantânea... É pá-pum, bebeu caiu.
Mas pra alguns tugas, se eles oferecem bebida e tu não bebe, é falta de educação. Então já tive que beber muita Vodka, Vinho do Porto e essas coisas todas. Mas nada que mude meu jeito de acreditar em Deus :S

continue assim que um dia tu se embebeda...rs

Ver perfil do usuário

Aroldo Chuasneguer


Isso aqui está viciando!
Isso aqui está viciando!
MM escreveu:
continue assim que um dia tu se embebeda...rs
Não é tão difícil Razz
HUahuauhuahuhahuauhauhauhauhahu
Aroldo Chuasneguer escreveu:
Eu não bebo nada, pois tenho ressaca instantânea... É pá-pum, bebeu caiu.

Ver perfil do usuário

Leo


Chegando agora
Chegando agora
Tu diz que não bebe e logo depois diz que bebe, por pressão social? Olha a contradição, rapaz... =D

Agora, qual o problema com o testemunho, que você levantou?

Ver perfil do usuário

Aroldo Chuasneguer


Isso aqui está viciando!
Isso aqui está viciando!
Leo escreveu:Agora, qual o problema com o testemunho, que você levantou?
Acho que o beber socialmente leva à aquela: "Olha o crente enchendo a cara"

Ver perfil do usuário

Graci


Isso aqui está viciando!
Isso aqui está viciando!
Mineirinho escreveu:Alguém pode perguntar assim, "o que é que esse assunto tem a ver com crentes?" Tá, tudo bem, alguns inocentemente acreditam que crente não beba bebida alcoólica (Então tá!)
Aroldo Chuasneguer escreveu:
Acho que o beber socialmente leva à aquela: "Olha o crente enchendo a cara"
Se complementam!rs

Tanto que para fazer a santa-ceia em muitas igrejas, é fervido o vinho, pq "tomar algo que contenha álcool, é pecado."

Ver perfil do usuário

Leo


Chegando agora
Chegando agora
Aroldo Chuasneguer escreveu:
Leo escreveu:Agora, qual o problema com o testemunho, que você levantou?
Acho que o beber socialmente leva à aquela: "Olha o crente enchendo a cara"

Mas isso só é um problema quando se acha que crente não bebe, que é a visão que a maioria tem.

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 3]

Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum