Forum Gospel Mania

Fórum Gospel Mania, o ponto de encontro dos evangélicos


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Jugo desigual?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Jugo desigual? em Ter Mar 10, 2009 8:52 am

Mineirinho


Já sou frequente
Já sou frequente
O relacionamento sentimental entre um(a) crente e um(a) não crente (também chamados de ímpios(as)) ainda gera muita discussão no seio de muitas denominações evangélicas.

Há denominações que são categóricas e radicais: é expressamente proibido o relacionamento sentimental entre um(a) membro da igreja e um(a) não convertido. Há aquelas, inclusive, que só permitem tal relacionamento entre os membros da própria igreja ou pode até ser de outra, desde que da mesma denominação. Algumas denominações têm esse critério como tópico em seus RIs (Regras
[doutrinárias] Internas), sendo que quem não obedecê-lo, pode ser disciplinado e, em alguns casos específicos, até excluídos da membresia.

No outro extremo, há aquelas denominações que não vêem nada de mais em que um crente namore com um não crente. Estes acreditam que tal namoro pode ser até uma “estratégia para ganhar aquela alma para JESUS”, seria o “namoro evangelístico”. Os defensores dessa opinião, sempre têm algum testemunho de um relacionamento assim que deu certo.

Bom, mas, e sua opinião, qual é? Você acredita que um relacionamento entre um(a) crente e um(a) não crente pode dar certo? Abençoaria DEUS um relacionamento assim?
Será que ser ambos evangélicos, é uma garantia para que o relacionamento sentimental dê certo? O namoro pode ser usado como uma estratégia evangelística?

Opine.

Ver perfil do usuário

2 Re: Jugo desigual? em Ter Mar 10, 2009 9:16 am

vivicki


Moderadores
Moderadores
Mineirinho escreveu:
Você acredita que um relacionamento entre um(a) crente e um(a) não crente pode dar certo?

Sim.

Mineirinho escreveu:
Abençoaria DEUS um relacionamento assim?

Pq/ não? Não é pecado...

Mineirinho escreveu:
Será que ser ambos evangélicos, é uma garantia para que o relacionamento sentimental dê certo?

Não.



Mineirinho escreveu:
O namoro pode ser usado como uma estratégia evangelística?
Depende do testemunho do que se diz crente.


_________________
Ver perfil do usuário

3 Re: Jugo desigual? em Ter Mar 10, 2009 11:03 am

Mineirinho


Já sou frequente
Já sou frequente
vivick escreveu:
Mineirinho escreveu:
Abençoaria DEUS um relacionamento assim?
Pq/ não? Não é pecado...


Pecado não é, mas a Bíblia nos orienta que tal relacionamento deve ser evitado.

2ª aos Coríntios 6:14
Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?

Ver perfil do usuário

4 Re: Jugo desigual? em Ter Mar 10, 2009 11:53 am

vivicki


Moderadores
Moderadores
Ela orienta, mas não condena, ué..
Num tá dizendo lá que é pecado, só dá a entender que é um jugo pesado...

Mas a escolha é da pessoa...
Só o fato da pessoa não ser crente, não implica que ela será infeliz.

Tem muito não crente por aí que tem muito mais caráter do que vários cristãos...
O complicado vai ser a pessoa querer ir nos cultos e o cônjuge querer passear...
Mas nada que não se resolva..hehee..

O problema é se você escolhe justo uma pessoa que não entende e não aceita. Aí é triste...hehe..


_________________
Ver perfil do usuário

5 Re: Jugo desigual? em Ter Mar 10, 2009 12:24 pm

Aroldo Chuasneguer


Isso aqui está viciando!
Isso aqui está viciando!
Concordo com a Lilica...

No mais, essa de começar a namorar dizendo que vai "evangelizar" é desculpa esfarrapada...

Ver perfil do usuário

6 Re: Jugo desigual? em Ter Mar 10, 2009 3:35 pm

Mineirinho


Já sou frequente
Já sou frequente
vivicki escreveu:Ela orienta, mas não condena, ué..
Num tá dizendo lá que é pecado, só dá a entender que é um jugo pesado...

Mas a escolha é da pessoa...
Só o fato da pessoa não ser crente, não implica que ela será infeliz.

Tem muito não crente por aí que tem muito mais caráter do que vários cristãos...
O complicado vai ser a pessoa querer ir nos cultos e o cônjuge querer passear...
Mas nada que não se resolva..hehee..

O problema é se você escolhe justo uma pessoa que não entende e não aceita. Aí é triste...hehe..

Pois é, vivi. Eu acredito que se DEUS nos orienta a que não façamos algo, é por ELE já saber que aquele algo não nos é o ideal. A verdade é que na Antiga Aliança, DEUS não aceitava de jeito nenhuma a união de seu povo com outros povos que tinham outros costumes religiosos e/ou culturais. Na Nova Aliança, como temos o a orientação direta do ESPÍRITO SANTO que habita em nós, entendo que o SENHOR, ao invés de proibir, deixou então que o ESPÍRITO SANTO nos oriente, afinal, temos - até que nossas atitudes provem o contrário - temos a mente de CRISTO.

Me desculpe, mas a irmã está simplificando uma situação que não é tão simples assim. Concordo quando você diz que há não crentes que são mais prudentes (e mais muitas outras coisas) do muitos crentes. No entanto, o envolvimento sentimental de crentes com não crentes envolve detalhes espirituais bem mais complexos do que os que você apresenta. Como um dos líderes na igreja em que congrego, embora não condene e muito menos proiba (Argh! Odeio este termo "proibir".), eu não aconselho ninguém a se envolver neste tipo de relacionamento. Eu o vejo como uma "roleta russa". Quem insisti em se envolver nesse tipo de relacionamento, está entrando deliberadamente em uma luta que poderia muito bem evitar.

Quanto a DEUS abençoar, sinceramente não acredito que abençoe, pois, entenda, no caso de haver matrimônio, conforme as Escrituras, espiritualmente, os dois tornam-se um. Como pode haver a fusão entre - usando os termos bíblicos, sem querer ser perjorativo - da luz com as trevas? Impossível.

Ver perfil do usuário

7 Re: Jugo desigual? em Ter Mar 10, 2009 5:52 pm

vivicki


Moderadores
Moderadores
Mineirinho escreveu:
A verdade é que na Antiga Aliança, DEUS não aceitava de jeito nenhuma a união de seu povo com outros povos que tinham outros costumes religiosos e/ou culturais. Na Nova Aliança, como temos o a orientação direta do ESPÍRITO SANTO que habita em nós, entendo que o SENHOR, ao invés de proibir, deixou então que o ESPÍRITO SANTO nos oriente, afinal, temos - até que nossas atitudes provem o contrário - temos a mente de CRISTO.

Sim, mas Deus não aceitava o casamento com os outros povos por causa da idolatria e dos pecados cometido por isso. Ele sabia que o lado mais fraco iria ceder [e nos casos, o lado mais fraco sempre eram o do povo Dele]. Agora, eu continuo não vendo problemas em uma união com um "não-crente" se o mesmo possui muito mais caráter do que alguns crentes.
Oh um exemplo, meu irmão tem um amigo que dá de 10 em muito crente. O cara não fuma, não bebe, não tem nenhum vício, não fala palavrão, não tem maus hábitos, respeita pra caramba nossa "religião" enfim, é uma ótima pessoa. Agora vamos supor que alguma irmã se interesse por ele, ela não deve se unir a ele, sabendo de todas essas qualidades só pelo fato dele [ainda] não ser convertido? Acho que ele seria capaz de fazer qualquer "irmãzinha" feliz...


Mineirinho escreveu:


Quanto a DEUS abençoar, sinceramente não acredito que abençoe, pois, entenda, no caso de haver matrimônio, conforme as Escrituras, espiritualmente, os dois tornam-se um. Como pode haver a fusão entre - usando os termos bíblicos, sem querer ser perjorativo - da luz com as trevas? Impossível.

Então se eu como cristã, me caso com um "perdido", eu perco as bençãos de Deus? Mas se eu continuo O amando e seguindo todas os Seus preceitos, sou "excluída" das suas bençãos por casar com um ímpio?
Desculpe, mas eu não vejo razão nisso.
É como deixar de ser amada por Ele cada vez que eu pecar...

Luz e trevas não se misturam, mas um prevalece sobre o outro.
Quem prevalecerá? O que for mais forte.
Conheço N histórias de pessoas cheias do ES que se casaram com incrédulos e hoje ambos servem a Deus.
Assim como conheço N histórias de pessoas cheias do ES que se casaram com incrédulos e hoje são desviados.


_________________
Ver perfil do usuário

8 Re: Jugo desigual? em Ter Mar 10, 2009 8:30 pm

Valfrid


Admin
Admin
Eu posso falar da minha experiência... meu pai não era Cristão, só veio a se converter pouco antes de falacer, ainda assim o casamento dele com minha mãe foi muito bom!!

E como fica?!

E agora vem algo que muitos não sabem... alguns desconfiam, e outros já perceberam....mas eu ERA casado com uma pessoa cristã, e hoje sou separado!!

Logo, o fato de não haver jugo desigual, não é garantia de nada!


_________________
Vídeos da Banda Pinprick: http://br.youtube.com/user/pinprickband

Ver perfil do usuário http://newfgm.forumeiros.com

9 Re: Jugo desigual? em Qua Mar 11, 2009 12:21 pm

Mineirinho


Já sou frequente
Já sou frequente
Irmãos, não afirmo que o casamento entre crentes dará certo só pelo fato de ser um casamento entre crentes. O matrimônio – embora nos últimos tempos tenha sido banalizado – é algo sério e envolve uma série de fatores que não se restringem ao contexto espiritual. Assim como não estou dizendo que seja pecado um (a) crente: namorar com um(a) não crente.

Minha proposta com esse tópico, é fazer uma análise mais apurada de um assunto comum em todas as denominações e que não raramente gera dúvidas e equívocos – que, dependendo das circunstâncias, podem ser trágicos – principalmente entre os jovens.

Eu também conheço vários testemunhos de casamentos entre crentes com não crentes que deram certo, assim como conheço vários outros que foram trágicos fracassos. Desculpem-me, mas, experiências pessoais, não sobrepujam à autoridade máxima e absoluta da Palavra de DEUS. E não encontramos em lugar algum nas Escrituras algo que respalde esse tipo de relacionamento. Aliás, não encontramos nas Escrituras NENHUMA referência nem implícita sobre namoro, uma vez que os costumes daquela época eram bem definidos, ou seja, o pai era quem escolhia o marido para sua filha.

Mas, contextualizando, vou ilustrar aqui uma situação que em tese, pode ser uma realidade no namoro “misto”. Uma jovem crente, com situação espiritual bem resolvida, conhece um jovem não crente e começam a namorar. Ela entra em oração pela conversão do moço, que, embora até aceite freqüentar a igreja da jovem, mantém-se irredutível quanto a aceitar a JESUS. O rapaz é o que chamam de “baladeiro”, fuma, bebe e gosta de farrear com sua galera. Em contra partida, a jovem, nos finais de semana, gosta de envolvimento com as atividades de sua igreja. Gosta das reuniões de oração, dos acampamentos, das festinhas com os irmãos da igreja – programa considerado chato e careta para o namorado que, quando participa, não consegue interagir. Está estabelecido o primeiro conflito.

Apesar disso, o namoro segue adiante. Afinal, estes “probleminhas” são fáceis de contornar. Mas, na hora do namoro propriamente dito, quando estão a sós, o garoto, acostumado com certas liberdades, começa a exceder nas carícias, nos beijos, nos abraços. A moça crente, claro, se esquiva, pois aprendeu que essa não deve ser a forma de uma crente namorar. Para o rapaz, tudo isso é comum, pois transar antes do casamento na realidade moral dos não crentes, é super comum e não tem nada a ver. Ele não segura a onda daquilo que a jovem chama de “namora santo”. Esta estabelecido o segundo conflito.

Bom, vou parar por aqui. E deixo algumas perguntas: a jovem da minha ilustração permanecerá firme na prática de seus conceitos sobre santidade? Até quando o jovem irá submeter-se aos conceitos da jovem. Para que essa relação vingue, alguém terá de ceder; quem cederá Question

Ver perfil do usuário

10 Re: Jugo desigual? em Qua Mar 11, 2009 4:36 pm

Valfrid


Admin
Admin
Tanto no namoro quanto no casamento, temos que aprender a ceder.

Se um dos lados nunca ceder, ou o outro será muito submisso, e talvez, infeliz, ou a relação ruirá!!

O princípio de tudo é o respeito mútuo. Cada um tem suas convicções, mas, não é segredo para ninguém que, biblicamente falando, nenhum cristão (isso envolve os católicos também) devem manter relações sexuais antes do casamento.

Sendo assim, o moço da sua ilustração, Mineirinho, não estaria completamente "desavisado" quando resolveu namorar uma pessoa evangélica.

Por outro lado, o conflito de ir APENAS nas atividades da igreja e o outro ser baladeiro, deve ser resolvido em comum acordo, como aconteceria com qualquer choque de "outros mundos".

Quer um exemplo: Duas pessoas se conhecem no ambiente de trabalho ou na escola, curso e afins, e tem gostos extremamente diferentes. Um deles gosta de rock e o outro pagode (não vou estabelecer quem gosta do que aqui!). São dois mundos conflitantes que geralmente não se misturam. As baladas são diferentes, bem como os shows e, consequentemente, o círculo de amizades. Acontece que eles se encantam um pelo outro e resolvem namorar. Como fica?! Para onde irão sair?!

Nesse exemplo, que não envolve religião, há conflito e tem que ser resolvido. Existem várias soluções, entre elas, a de saírem sozinhos com os amigos vez ou outra.

O caso apresentado por você é a mesma coisa Mineirinho, e se resolve da mesma maneira!


_________________
Vídeos da Banda Pinprick: http://br.youtube.com/user/pinprickband

Ver perfil do usuário http://newfgm.forumeiros.com

11 Re: Jugo desigual? em Qua Mar 11, 2009 8:11 pm

Aroldo Chuasneguer


Isso aqui está viciando!
Isso aqui está viciando!
É só não tratar as coisas como regra. Ponto. Rolling Eyes

Ver perfil do usuário

12 Re: Jugo desigual? em Qua Mar 11, 2009 8:28 pm

Mineirinho


Já sou frequente
Já sou frequente
Valfrid escreveu:Tanto no namoro quanto no casamento, temos que aprender a ceder.

Se um dos lados nunca ceder, ou o outro será muito submisso, e talvez, infeliz, ou a relação ruirá!!

O princípio de tudo é o respeito mútuo. Cada um tem suas convicções, mas, não é segredo para ninguém que, biblicamente falando, nenhum cristão (isso envolve os católicos também) devem manter relações sexuais antes do casamento.

Sendo assim, o moço da sua ilustração, Mineirinho, não estaria completamente "desavisado" quando resolveu namorar uma pessoa evangélica.

Por outro lado, o conflito de ir APENAS nas atividades da igreja e o outro ser baladeiro, deve ser resolvido em comum acordo, como aconteceria com qualquer choque de "outros mundos".

Quer um exemplo: Duas pessoas se conhecem no ambiente de trabalho ou na escola, curso e afins, e tem gostos extremamente diferentes. Um deles gosta de rock e o outro pagode (não vou estabelecer quem gosta do que aqui!). São dois mundos conflitantes que geralmente não se misturam. As baladas são diferentes, bem como os shows e, consequentemente, o círculo de amizades. Acontece que eles se encantam um pelo outro e resolvem namorar. Como fica?! Para onde irão sair?!

Nesse exemplo, que não envolve religião, há conflito e tem que ser resolvido. Existem várias soluções, entre elas, a de saírem sozinhos com os amigos vez ou outra.

O caso apresentado por você é a mesma coisa Mineirinho, e se resolve da mesma maneira!

Ah, Val, para! Você eu sabemos que não é tão simples assim, caríssimo! Ambos sabemos que na "vida real", as coisas não são tão coloridas assim... Me aguarde que trarei uma outra ilustração (aprendi com o pr. Juanribe Pagliarin, hehe!).

Ver perfil do usuário

13 Re: Jugo desigual? em Qua Mar 11, 2009 11:08 pm

DuCKCHaRLeS


Já sou frequente
Já sou frequente
só acompanhando a "briga"... por enquanto tow com o VAL

Ver perfil do usuário

14 Re: Jugo desigual? em Qui Mar 12, 2009 8:01 am

Valfrid


Admin
Admin
Mineirinho escreveu:
Valfrid escreveu:Tanto no namoro quanto no casamento, temos que aprender a ceder.

Se um dos lados nunca ceder, ou o outro será muito submisso, e talvez, infeliz, ou a relação ruirá!!

O princípio de tudo é o respeito mútuo. Cada um tem suas convicções, mas, não é segredo para ninguém que, biblicamente falando, nenhum cristão (isso envolve os católicos também) devem manter relações sexuais antes do casamento.

Sendo assim, o moço da sua ilustração, Mineirinho, não estaria completamente "desavisado" quando resolveu namorar uma pessoa evangélica.

Por outro lado, o conflito de ir APENAS nas atividades da igreja e o outro ser baladeiro, deve ser resolvido em comum acordo, como aconteceria com qualquer choque de "outros mundos".

Quer um exemplo: Duas pessoas se conhecem no ambiente de trabalho ou na escola, curso e afins, e tem gostos extremamente diferentes. Um deles gosta de rock e o outro pagode (não vou estabelecer quem gosta do que aqui!). São dois mundos conflitantes que geralmente não se misturam. As baladas são diferentes, bem como os shows e, consequentemente, o círculo de amizades. Acontece que eles se encantam um pelo outro e resolvem namorar. Como fica?! Para onde irão sair?!

Nesse exemplo, que não envolve religião, há conflito e tem que ser resolvido. Existem várias soluções, entre elas, a de saírem sozinhos com os amigos vez ou outra.

O caso apresentado por você é a mesma coisa Mineirinho, e se resolve da mesma maneira!

Ah, Val, para! Você eu sabemos que não é tão simples assim, caríssimo! Ambos sabemos que na "vida real", as coisas não são tão coloridas assim... Me aguarde que trarei uma outra ilustração (aprendi com o pr. Juanribe Pagliarin, hehe!).

Bom... essa tem sido minha vida ultimamente e o único problema é que tenho que subir a serra para encontrá-la, mas de resto, vamos levando!!


_________________
Vídeos da Banda Pinprick: http://br.youtube.com/user/pinprickband

Ver perfil do usuário http://newfgm.forumeiros.com

15 Re: Jugo desigual? em Qui Mar 12, 2009 9:28 am

Aroldo Chuasneguer


Isso aqui está viciando!
Isso aqui está viciando!
Valfrid escreveu:Bom... essa tem sido minha vida ultimamente e o único problema é que tenho que subir a serra para encontrá-la, mas de resto, vamos levando!!

Somos dois. A diferença é que aqui eu tenho que "descer a serra". HUahuahuhuauhahuahuahuahua
O diálogo resolve tudo.

Ver perfil do usuário

16 Re: Jugo desigual? Hoje à(s) 12:39 pm

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum