Forum Gospel Mania

Fórum Gospel Mania, o ponto de encontro dos evangélicos


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

OS 7 (SETE) ESPÍRITOS DE DEUS

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 OS 7 (SETE) ESPÍRITOS DE DEUS em Sex Abr 17, 2015 11:33 am

azzi


Chegando agora
Chegando agora


OS 7 (SETE) ESPÍRITOS DE DEUS

(Conf. Ap 1:4; Ap 3:1; Ap 4:5; Ap 5:6)


Como o ser humano foi criado, originalmente, a imagem e semelhança de Deus, então vamos, em primeiro lugar, encontrar e entender os sete espíritos do ser humano no ser humano para depois entendermos os Sete Espíritos de Deus em Deus.

O ser humano adquire vários títulos, unções ou funções ministeriais, no seu dia a dia e ao longo de sua vida, por exemplo: Quando ele nasce ele recebe o titulo de filho e quando exercitado esse titulo, ele é ungido (empossado) na porção relativa ao espírito de filho, expressando com atitudes o papel de filho que é uma função que, para uma melhor compreensão, chamaremos de PERSONAGEM na porção ungida de espírito de filho, que não deixa de ser um entre muitos papeis na vida dele.

Quando ele vai para a escola ele recebe o titulo de estudante e quando exercitado esse titulo, ele é ungido (empossado) na porção relativa ao espírito de estudante, expressando com atitudes, o personagem na porção de espírito ungida de estudante, que não deixa de ser um entre muitos papeis na vida dele.

Quando ele se casa recebe o titulo de esposo, quando exercido esse titulo, ele é ungido (empossado) na porção relativa ao espírito de esposo, expressando com atitudes, o personagem na porção ungida de espírito de esposo, que não deixa de ser um entre muitos papeis na vida dele.

Da mesma forma acontece quando ele ganha os títulos de pai, tio, sogro, avo, pastor, sacerdote, empregado, motorista, patrão, governador, rei, deputado, prefeito, etc.

Se eu somar todas as porções (ou funções ministeriais) de espíritos ungidas (empossadas) ao longo da vida desse homem, ou seja, somar todos os papeis (todos os personagens), eu vou obter a plenitude total do espírito desse homem, Então, eu digo que esse homem tem SETE ESPÍRITOS, não que ele tenha sete espíritos de fato, pois, o numero 7 (sete), biblicamente, simboliza a plenitude total de alguma coisa, que no caso seria o espírito pleno desse homem.

Quando o ser humano na função de personagem na porção ungida de espírito de empregado se aposenta ele encerra a sua atividade ministerial de empregado, então, o personagem na porção ungida de espírito de empregado morreu, mas, o ser humano em si, ainda vive, e ele (o ser humano) pode ressuscitar o personagem na porção ungida de espírito de empregado apenas voltando a trabalhar novamente!!!. É evidente que a porção de espírito ungida de empregado exercida pelo ser humano é MENOR do que o próprio espírito pleno do ser humano. O personagem empregado é o ser humano, mas o ser humano não se resume apenas na função ungida de empregado, pois, existem outras funções ungidas que completam a plenitude do Espírito deste ser humano.

Quando a mulher do ser humano homem morre o personagem na porção ungida de espírito  de marido morre junto, mas, o ser humano homem em si ainda vive, e pode ressuscitar o personagem na porção ungida de espírito  de marido simplesmente casando-se novamente. É evidente que a porção ungida de espírito de marido exercida pelo ser humano homem é MENOR do que o próprio espírito pleno do ser humano homem. O personagem marido é o ser humano, mas o ser humano não se resume apenas na função ungida de marido, pois, existem outras funções ungidas que completam a plenitude do Espírito deste ser humano. E assim sucessivamente. Ok!!!.

Então o ser humano é a fonte de origem (Pai) que emana várias funções ungidas na forma de personagens expostos ao longo do dia e da vida desse homem. Certo!!!.

Por outro lado o homem não consegue assumir e exercitar dois ou mais personagens ao mesmo tempo, por exemplo: ele não consegue ser os personagens na porção ungida de espírito  de empregado, pai e marido ao mesmo tempo.

Se ele der atenção ao filho, não conseguirá dar atenção devida à esposa no mesmo tempo, e muito menos com a atividade de empregado, é necessário que ele exerça uma atividade de cada vez, porque a natureza humana vive em função do tempo e do espaço.

Deus, o Elohim YeHoWaH, não vive em função do tempo e nem do espaço porque ambos foram criados por ele e se curvam diante dele. Portanto Deus, ao mesmo tempo pode tanto manifestar-se glorificado na plenitude total de seu Espírito, ou seja, com os “SETE ESPÍRITOS” (Ap 1: 4; Ap 3: 1), como também pode manifestar-se ao mesmo tempo, glorificado ou não, em sucessivas porções de espírito ungidas na forma de personagens com o propósito de ser compreendido por nós. A estas funções personificadas de Deus é dado o nome de TEOFANIA.

Ora uma pessoa adulta para evangelizar uma criança, por exemplo, de três  anos, é necessário que a sua palavra esvazie-se de si mesma a ponto de entrar nos limites de compreensão da criança tornando-se semelhante a uma criança e agir no espírito de criança, porem, sem perder as suas características de adulto.

Da mesma forma, com o propósito de se manifestar dentro dos limites de compreensão do homem, Deus se esvaziou de sua igualdade como Deus e encarnou na porção ungida de espírito de filho do homem (descendente do homem) se fazendo o segundo e ultimo Adão perfeito e sem macula que restauraria a aliança que o primeiro homem Adão negligentemente quebrou com Deus (1Co 15:45, Fp 2:7).

Fazendo espiritualmente desta forma a todos que recebem e crêem nEle, descendentes espirituais dEle (do ultimo Adão), e não mais do primeiro Adão que falhou. Por este motivo Deus assumiu o nome de Yeshua (=Jesus) que é a abreviação de YeHoWaHshua (=Jeova Salvador) que é um acróstico que significa: Eu, o soberano Senhor que trouxe a existência tudo que existe, sou o Salvador.

Com este plano de salvação, Yeshua (=Jesus) na condição de filho do homem (descendente do homem) revelou e ensinou a nós filhos pródigos o caminho de volta para a casa do Pai celestial. Portanto, a titulo de exemplo, Jesus se fazendo desta forma terrena e esvaziada, semelhante a nós, nasceu, cresceu, estudou as escrituras, adquiriu sabedoria e força (Lc 2: 39, 40), viveu e morreu conforme a lei como qualquer homem, tornando-se MENOR que sua própria origem, o Pai (Jo 14: 28),

Pelo simples fato de Yeshua (Jesus) ter dito, em Mt 23:37, que por varias vezes Ele mesmo tentou proteger orientar e resgatar o povo de Israel e foi rejeitado,  fica claro que quem falava lá no AT com os patriarcas Adão, Noé, Abraão, Jacó, Moises e aos profetas, era Yeshua (Jesus), a Palavra de Deus que se identificava como sendo Deus, o Pai da criação e salvação, o Adonai Elohim YeHoWaH-shua. (veja bem, Jesus esta se referindo as tentativas feitas por Ele registradas lá no Antigo Testamento, até então o Novo Testamento ainda nem existia na ocasião!). Observe:

(Mateus 23:37) - Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas, e apedrejas os que te são enviados! quantas vezes quis EU ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintos debaixo das asas, e tu não quiseste!

Observe atentamente que Jesus NÃO DISSE ISTO: “...quantas vezes quis O MEU PAI ajuntar os teus filhos...” Mas Jesus DISSE ISTO: “...quantas vezes quis EU ajuntar os teus filhos ...”

Yeshua (Jesus) manifestou-se esvaziado dentro dos limites de compreensão do homem na forma encarnada diante de Abraão na porção ungida de espírito de Juiz para julgar Sodoma e Gomorra (compare Jo 8: 56 a 58 com Gn 18). É evidente que a porção ungida de espírito de JUIZ (=personagem)  exercida por Yeshua (=Deus) é MENOR do que o próprio Espírito Pleno de Yeshua (=Deus). O personagem Juiz é Deus, mas Deus não se resume apenas na função espiritual ungida de Juiz, pois, existem outras funções espirituais ungidas que completam a plenitude do Espírito de Deus.

Yeshua (Jesus) manifestou-se glorificado na porção ungida de espírito de Anjo (mensageiro), como fez a Moisés em uma sarça (Ex 3:1 a 6). É evidente que a porção de espírito ungida de ANJO (=personagem) exercida por Yeshua (=Deus) é MENOR do que o próprio Espírito Pleno de Yeshua (=Deus). O personagem Anjo é Deus, mas Deus não se resume apenas na função espiritual ungida de Anjo, pois, existem outras funções espirituais ungidas que completam a plenitude do Espírito de Deus.

Yeshua manifestou-se encarnado ao lado de Josué na porção ungida de espírito de Senhor dos Exércitos para lutar contra os exércitos de Jericó (Js 5:13 a 15). É evidente que a porção ungida de espírito de SENHOR DOS EXERCITOS (=personagem)  exercida por Yeshua (=Deus) é MENOR do que o próprio Espírito Pleno de Yeshua (=Deus). O personagem Senhor dos Exércitos é Deus, mas Deus não se resume apenas na função espiritual ungida de Senhor dos Exércitos, pois, existem outras funções espirituais ungidas que completam a plenitude do Espírito de Deus.

Yeshua manifestou-se também nas porções ungidas de espírito de Senhor, de Cordeiro Expiatório, de Ressurreição, de Sumo Sacerdote, de Apostolo, de Mestre, etc....Tal como esta escrito e dito por Jesus, veja:

(Lucas 4:18) O Espírito do Senhor é sobre mim, Pois que ME UNGIU para evangelizar os pobres. Enviou-me a curar os quebrantados do coração, (19) - A pregar liberdade aos cativos, E restauração da vista aos cegos, A pôr em liberdade os oprimidos, A anunciar o ano aceitável do SENHOR.

(Hebreus 1:9) - Amaste a justiça e odiaste a iniqüidade; por isso Deus, o teu Deus, TE UNGIU Com óleo de alegria mais do que a teus companheiros.


É evidente que cada uma destas porções ungidas de espírito (=personagens) exercidas por Yeshua (=Deus) são MENORES do que o próprio Espírito Pleno de Yeshua (=Deus).

A plenitude do Espirito de Deus que habita corporalmente em Yeshua (Cl 2:9), que é, biblicamente simbolizada pelo numero 7 (Ap 1:4; Ap 3:1; Ap 4:5; Ap 5:6), foi apresentada  em varias porções ungidas de espírito, ou seja, em vários personagens, com o propósito de Yeshua (Jesus), o Verbo de Deus que é Deus (Jo 1:1-14), se manifestar dentro dos limites de compreensão do homem ao longo de sua estadia terrena, expressando pouco a pouco, de porção ungida em porção ungida a pessoa de Deus (Hb 1:3; Cl 1:15; Fp 2:6) para que o homem viesse a conhecê-lo, compreende-lo, religar e comungar com Deus, o Elóhim YeHoWaHshua (Jo 14:9).

O Espírito de Jesus, ou seja, YeHoWaH salvador = Yeho-salvador = Ye-salvador = Yeshua, é o Espírito Santo de Deus (At 16: 6 e 7; Gl 4: 6; Ap 1: 17, 18; Ap 2: 7, 17, 29; Ap 3: 6, 13, 22; Ap 22: 17) que também é o Espírito do Pai (Mt 10:20).

Se eu pegar uma porção de água do imenso mar numa vasilha e olhar para dentro desta vasilha eu vou ver água do mar. Da mesma forma uma porção de espírito de um espírito pleno, é espírito. A bíblia sagrada revela Yeshua (Jesus) manifestando-se ungido em varias porções ungidas de espírito em funções personificadas de:

O Cordeiro de Deus (Jo 1: 29).
O Sumo Sacerdote e Apostolo (Hb 3: 1; Hb 5: 10).
O Profeta (Jo 4: 19).
O Supremo Pastor (1ºPe 5: 4).
O Advogado (1ºJo 2: 1).
O Senhor e Mestre (Jo 13: 14; Lc 18: 18 e 19).
O Senhor e Rei (Ap 19: 16).
O Anjo ou Mensageiro (Êx 3: 2 a 6).
O Juiz ou Palavra que julga (Jo 5: 22; Jo 12:48).
O Mediador e Homem (1ºTm 2: 5).
O Segundo e Ultimo Adão (1Co 15: 45),
O Alfa e o Omega = A Palavra na forma escrita (Ap 22: 13).
O Primeiro e o Ultimo = o único Deus (Ap 22: 13).
O Siloé = o enviado ou anjo (Jo 9: 7; Jo 13: 16).
A Ressurreição (Jo 11: 25).
O Deus Forte (Is 9: 6).
O Emanuel = Deus encarnado conosco (Mt 1: 23).
O Pai (Is 9: 6, Jo 14:18).
O Esposo (Ap 19: 7; Jo 3: 29).
O Irmão Primogênito (Rm 8: 29; Cl 1: 15 a 18)
O Filho único gerado de Deus, unigênito (Jo 3:16)
O Pecado = pois se fez pecado por nós (2ªCo 5: 21).
O Maldito = Ele se fez maldição por nós (Gl 3: 13).
A Porta (Jo 10:7 e  9).
O Caminho, a Verdade e a Vida (Jo 14: 6).
A Luz (Jo 9: 5).
O Pão Espiritual (Jo 6: 35).
O Maravilhoso Conselheiro (Is 9: 6).
O Príncipe da Paz (Is 9: 6).
A Água da Vida (Ap 22: 16 e 17).
O Principio e o Fim = Tudo começa nEle e termina nEle  (Ap 22: 13).
O Poder Legislativo, Judiciário e Executivo (Is 33: 22; Tg 4: 12; Ap 19: 11 a 16).
O YeHoWaH Salvador (Tt 1: 4; Tt 2: 13; 2ºPe 1: 1; 2ºTm 1: 10; Fp 3: 20).
O YeHoWaH provedor/Jire (Jo 14: 14).
O YeHoWaH que cura/Rafa (Jo 9: 18).
O YeHoWaH dos exércitos/Sabaote (Ap 19: 14).
O YeHoWaH da paz/Shalom (Jo 14: 27), etc.


Só para você ter uma idéia de como funciona essas funções espirituais (esses personagens), cito este exemplo: Foi a função de personagem na porção ungida de espírito  de Cordeiro Yeshua (Jesus) que morreu lá na cruz, e não o Verbo de Deus (Yeshua) que é Deus  porque Ele é imortal, pois Ele é a propria Vida eterna ( Jo 1:1, Jo 14:6), então se Ele é a Vida eterna, Ele nunca morre!

Yeshua (Jesus), se fazendo de personagem na porção ungida de espírito de Ressurreição, ressuscita o personagem na porção ungida de espírito de Cordeiro. Yeshua (Jesus).

Yeshua (Jesus) se fazendo na porção ungida de espírito de Sumo Sacerdote, pega o sangue de Yeshua (Jesus) na porção ungida de espírito  de Cordeiro, e, como prova de que o Cordeiro Yeshua cedeu a sua vida em troca da morte de alguém, apresenta a Deus, o Pai da Salvação e criação, o Elohim Yehovah-shua = Yeshua = Jesus.

Conclusão:

Esta palavra “CRISTO” não é o sobre nome de Jesus, mas esta palavra “CRISTO” é o termo usado em português para transliterar a palavra grega Χριστός (Khristós) que significa "UNGIDO". O termo grego, por sua vez, é uma tradução do termo hebraico מָשִׁיחַ (Mashiach), transliterado para o português como Messias.

Ungir significa derramar óleo sobre, ou passar óleo em. Portanto, UNGIDO é alguém sobre quem se derramou óleo, ou alguém em que se passou óleo.

No texto original do Tanach (Antigo Testamento), em hebraico, a palavra MASHIACH (ou Messias) é usada para designar pessoas que foram ungidas para exercer alguma função.

O sacerdote é chamado de MASHIACH ou Messias (Lv 4:3), pois ele foi ungido para exercer a função de sacerdote (Êx 30:30).

O rei de Israel também é chamado de MASHIACH ou Messias, pois foi ungido para exercer a função de rei (1 Sm 10:1 e 16:13).

Quando foi feita a tradução do Antigo Testamento para o grego, onde aparecia a palavra MASHIACH, esta foi traduzida para CHRISTOS.

As palavras Yeshua há MASHIACH, Jesus o MESSIAS, Jesus o CRISTO, Jesus o UNGIDO ou Jesus o EMPOSSADO, são sinônimos. Mas, Jesus foi ungido o que? A resposta é esta:

Yeshua (Jesus) É Deus que SE FAZ ungido na porção de espirito de Homem.
Yeshua (Jesus) É Deus que SE FAZ ungido na porção de espirito de ultimo Adão.
Yeshua (Jesus) É Deus que SE FAZ ungido na porção de espirito de Cordeiro.
Yeshua (Jesus) É Deus que SE FAZ ungido na porção de espirito de Sumo Sacerdote.
Yeshua (Jesus) É Deus que SE FAZ ungido na porção de espirito de Rei..
Yeshua (Jesus) É Deus que SE FAZ ungido na porção de espirito de Profeta..
Yeshua (Jesus) É Deus que SE FAZ ungido na porção de espirito de Anjo do Senhor.
Yeshua (Jesus) É Deus que SE FAZ ungido na porção de espirito de Supremo Pastor..
Yeshua (Jesus) É Deus que SE FAZ ungido na porção de espirito de Irmão..
Yeshua (Jesus) É Deus que SE FAZ ungido na porção de espirito de Esposo..
Yeshua (Jesus) É Deus que SE FAZ ungido na porção de espirito de Pai..
Yeshua (Jesus) É Deus que SE FAZ ungido na porção de espirito de Apostolo (missionário).
Yeshua (Jesus) É Deus que SE FAZ ungido na porção de espirito de Advogado..
Yeshua (Jesus) É Deus que SE FAZ ungido na porção de espirito de Mediador..
Yeshua (Jesus) É Deus que SE FAZ ungido na porção de espirito de Pecado por nós.
Yeshua (Jesus) É Deus que SE FAZ ungido na porção de espirito de Maldito por nós.


E assim sucessivamente...

Portanto do hebraico, “Yeshua Há Mashiach”, é o mesmo que “Jesus o Messias” (português), é o mesmo que “Jesus o Cristo” (grego) que significa “Jesus o Ungido” ou “Jesus o Empossado”.  Então podemos dizer que:

Jesus Cristo Cordeiro é o mesmo que dizer Jesus Ungido Cordeiro ou Jesus Empossado Cordeiro ou Yeshua Há Mashiach Cordeiro.

Jesus Cristo Sumo Sacerdote é o mesmo que dizer Jesus Ungido Sumo Sacerdote ou Jesus Empossado Sumo Sacerdote ou Yeshua Há Mashiach Sumo Sacerdote.

Jesus Cristo Rei é o mesmo que dizer Jesus Ungido Rei ou Jesus Empossado Rei ou Yeshua Há Mashiach Rei, e assim por diante.

Há quem diga erroneamente que Yeshua (Jesus) tenha duas naturezas, uma divina e outra humana. Ora, se considerarmos que Jesus “É” Homem, então, Deus cometeu um ato abominável aceitando um sacrifício de um ser humano na cruz!. Percebeu a incoerência?

Deus não muda (Ml 3: 6), e nem há nenhuma sombra de variação nEle (Tg 1: 17). Além disso, está escrito, Deus não “É” Homem e nem filho de homem (Nm 23: 19), então, Jesus só pode ser Deus (Jo 1: 1 e 14) que se fez ungido na porção de espírito de homem e de filho do homem (Fp 2:6-7).

Portanto, a palavra “É (=verbo SER)”, é diferente da expressão “SE FAZ (=verbo FAZER)”. Ora, o que são 33 anos terrenos se Yeshua (Jesus), sendo Deus  Criador, é Eterno, e é anterior a própria Eternidade que Ele criou? Absolutamente nada!

Deixo a pergunta:
Qual é a tua opinião sobre esta questão?



Ver perfil do usuário

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum